QUESTÃO 18: “QUE SIGNIFICADO TEM O NOVO TESTAMENTO PARA OS CRISTÃOS?”

(Em edição)

QUESTÃO 18: “QUE SIGNIFICADO TEM O NOVO TESTAMENTO PARA OS CRISTÃOS?”

Youcat Responde: “No NOVO TESTAMENTO consuma-se a Revelação de Deus. Os quatro Evangelhos – segundo São Mateus, São Marcos, São Lucas e São João – são o coração da Sagrada Escritura e o mais precioso tesouro da igreja. Neles mostra-Se o Filho de Deus como Ele é e como vem ao nosso encontro. Nos Atos dos Apóstolos conhecemos os primórdios da Igreja e a ação do Espírito Santo. Nas Cartas apostólicas a vida do ser humano é iluminada, em todas as suas dimensões, pela Luz de Cristo. No Apocalipse de São João antevemos o fim dos tempos. [124-130, 140]. 

E continua: “Jesus é tudo o que Deus nos queria dizer. Todo o Antigo Testamento prepara a encarnação do Filho de Deus. Todas as promessas de Deus encontram em Jesus o seu cumprimento. Ser cristão significa unir-se cada vez mais profundamente à vida de Cristo. Para isso é preciso ler e viver os evangelhos. 


Madeleine Delbrêl diz: ‘Através da Sua Palavra Deus diz-nos quem Ele é e o que quer; Ele dí-lo definitivamente e para cada dia. Quando temos o nosso Evangelho nas mãos, devemos considerar que ai habita a Palavra que Se tornou carne para nós e nos quer atingir para recomeçarmos a Sua vida num novo lugar, num novo tempo, num novo ambiente humano’ “.


Citações Youcat: “Desconhecer a Escritura é desconhecer Cristo. São Jerônimo (347-419, padre e doutor da Igreja, exegeta e tradutor da Bíblia).”


A Sagrada Escritura não é algo que pertence ao passado. O Senhor não fala no passado, mas no presente. Ele fala conosco hoje, dá-nos a Luz, mostra-nos o caminho da Vida, concede-nos a comunhão, e, assim, prepara-nos e abre-nos para a Paz. (Bento XVI, 29.03.2005.)

REFLEXÕES

(As reflexões que venho oferecendo, neste blog, sobre as benditas questões formuladas pelo YouCat, são humildes comentários parciais, incompletos, passivos de correção, para bem refletirem as verdades enunciadas naquele texto documentário da Santa Igreja.)

 

Uma reflexão sobre a reflexão:

Mudança de direção das ondas luminosas, caloríficas ou sonoras que incidem em uma superfície refletora: reflexão da luz, do som. A reflexão pode ser comparada à ação de uma bola que se choca com uma parede. Uma bola atirada em ângulo reto em relação à parede voltará na mesma direção. Quando a bola é lançada em direção à parede sob um ângulo menor que um ângulo reto, seu trajeto de volta formará com a parede um ângulo igual ao anterior. Imaginemos uma linha formando um ângulo de 90° com a parede, e tendo como vértice o ponto onde a bola tocou a parede. O ângulo formado pelo trajeto descrito na ida da bola com essa linha imaginária é o ângulo de incidência. O ângulo descrito pela bola ao retornar é o ângulo de reflexão. Esses dois ângulos são sempre iguais. (Dicionário online). Assim acontece com a disseminação da Palavra de Deus.

 

Reflexão sobre a Palavra de Deus

A reflexão sobre a Palavra de Deus tem como principal finalidade facilitar sua compreensão, em harmonia com o conjunto das verdades, dogmas de fé, do manancial de ensinamentos revelados por Deus,  em favor da criatura humana, não poderá fugir disto.

O refletir sobre os santos ensinamentos coloca-nos frente a frente com o próprio Deus e exige de nós humildade, oração e atenção para não cairmos em tentação. Há uma grande possibilidade de falsificação da santa mensagem, principalmente, quando interpretada frente às diferentes culturas e línguas que precisa alcançar e edificar, sempre sob a luz do Espírito Santo Paráclito. 

[Pacáclito vem do grego e significa mais ou menos isso: “aquele que fica ao lado”. (http: //www.cantodapaz.com.br/blog/2008/04/27/pentecostes-espirito-santo-paraclito/)]

Na reflexão eficaz, a jogada certa tem de partir da fonte verdadeira da Palavra, ecoar na sabedoria do narrador, dai ser lançada; precisa alcançar solo fértil e ávido de saber, o interlocutor, sem sofrer qualquer distorção de incidência e de conteúdo. A eficácia depende, pois, do amor, da submissão, docilidade do expositor, é obra do Espírito Santo.
A luz do Espírito Santo ilumina a Igreja desde sempre. É Deus mesmo que caminha com a Santa Igreja e a tem inspirado a fazer registro dos edificantes ensinamentos, Palavra de Deus, com vista à propagação da fé e da graça santificante. Tudo para a gloria de Deus e salvação da criatura humana de boa vontade.

Há, porém, quem acredite que apenas no princípio houve manifestação e iluminação do Santo Espírito de Deus e a Palavra Total já foi escrita; nada mais houve a ensinar; daí por diante, a luz do Espírito Santo apagou-se, Deus emudeceu.

Isto não é verdade…

A Palavra de Deus é escrita eloquentemente, coerentemente e quotidianamente nos corações dos fiéis seguidores do Senhor Jesus Cristo, e a Santa Igreja continua fiel depositária, guardiã da fé cristã, da Bíblia Sagrada e de um importante acervo documentário a ela integrado e conformado, em Jesus Cristo, o Salvador.

Se Jesus é tudo o que Deus tem para oferecer, seria possível ao ser humano desejar algo mais? 

E este Jesus de quem falam as Sagradas Escrituras tem, realmente, credibilidade para ser considerado  Palavra definitiva? Que fez Ele de extraordinário para ser a Palavra definitiva de Deus?

Uma resposta: Jesus cumpriu a vontade do Pai até o fim; ensinou um novo modo de viver e viveu tudo o que ensinou, assumindo as consequências de seus atos e ensinamentos perante poderes terrenos contraditórios. E, para provar que era o enviado de Deus Pai, mostrou muitos sinais extraordinários, no meio do povo, em sintonia com a vontade do Pai e em conformidade com as profecias a seu respeito. Foi testado em sua fidelidade. Submetido ao sacrifício maior, morreu, foi sepultado e ressuscitou, conforme havia predito.
Poderia um Deus apresentar como palavra definitiva um mensageiro insignificante? Um Deus assim,… seria Deus mesmo?…

Podemos afirmar, com base na Palavra verdadeira registrada e ministrada pela cristandade, que cristão é todo aquele que considera Nosso Senhor Jesus Cristo a Verdade eterna, Caminho eficaz para resgate da humanidade.
Quem não crê e não valoriza o testemunho, os ensinamentos,  de Jesus, transcritos nos Santos Evangelhos, não tem como crer na existência de Deus. Jesus é a plenitude da revelação de Deus. É em Jesus Cristo que Deus mostra Sua face e dá sentido à existência humana. E quando o ser humano é açoitado pela secura, debilitado na fé, e assolado pela descrença, é em Jesus que pode ancorar seguro seu barco divagante.
A Leitura a, seguir, fundamenta e testemunha a fé da Igreja na missão salvífica de Nosso Senhor Jesus Cristo:

São João, 17 (Biblia, CNBB):

1. Assim Jesus falou, e elevando os olhos ao céu, disse: “Pai, chegou a hora. Glorifica teu filho, para que teu filho te glorifique,  
2. assim como deste a ele poder sobre todos, a fim de que dê vida eterna a todos os que lhe deste.  
3. ( Esta é a vida eterna: que conheçam a ti, o Deus único e verdadeiro, e a Jesus Cristo, aquele que enviaste. )  
4. Eu te glorifiquei na terra, realizando a obra que me deste para fazer.  
5. E agora Pai, glorifica-me junto de ti mesmo, com a glória que eu tinha, junto de ti, antes que o mundo existisse.  
6. Manifestei o teu nome aos homens que, do mundo, me deste. Eles eram teus e tu os deste a mim; e eles guardaram a tua palavra.  
7. Agora, eles sabem que tudo quanto me deste vem de ti,  
8. porque eu lhes dei as palavras que tu me deste, e eles as acolheram; e reconheceram verdadeiramente que eu saí de junto de ti e creram que tu me enviaste.  
9. Eu rogo por eles. Não te rogo pelo mundo, mas por aqueles que me deste, porque são teus.  
10. Tudo o que é meu é teu, e tudo o que é teu é meu. E eu sou glorificado neles.  
11. Eu já não estou no mundo; mas eles estão no mundo, enquanto eu vou para junto de ti. Pai Santo, guarda-os em teu nome, o nome que me deste, para que eles sejam um, como nós somos um.

Uma palavra final: Jesus é Palavra que excede as Sagradas Escrituras porque, junto do Pai, continua a inspirar, por Seu Santo Espírito, as ações dos homens de boa vontade, para o bem da Igreja e Salvação da humanidade.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *