QUESTÃO 325 – YOUCAT: EM QUE SE BASEIA A AUTORIDADE DA SOCIEDADE?

(Em edição)

QUESTÃO 325: EM QUE SE BASEIA A AUTORIDADE DA SOCIEDADE?

YouCat responde: Cada sociedade está orientada para apoiar e ativar a sua ordem, a sua coesão e o seu desenvolvimento, através de uma autoridade legítima. Corresponde à natureza hamana, criada por Deus, que o ser humano se deixe orientar por uma autoridade legítima. [1897-1902, 1918-1919, 1922].

Autoridade-slide_9

            TIPOS DE AUTORIDADE: http://slideplayer.com.br/slide/341362/

E continua: Na sociedade a autoridade não pode surgir de uma mera presunção, mas tem de ser legalmente legitimada. São deixadas á vontade dos cidadãos questões questões como “quem governa” e “qual é a constituição mais adequada”. A Igreja não estipula nenhum tipo de constituição, diz apenas que esta não se deve opor ao BEM COMUM.

Citações:

  • A Igreja encara com simpatia o sistema da democracia, desde que esta assegure a participação dos cidadãos nas opções políticas e garanta aos governados a possibilidade quer de escolher e controlar os próprios governantes, quer de os substituir pacificmente, quando tal se torne oportuno. João Paulo II, centesimus annus, nº 46. 
  • Não há comunhão sem uma última instância. Aristóteles. 

 

REFLEXÃO

Existe um só Senhor Criador de todas as coisas, a quem devemos obedecer, amar e servir; e sob a luz do qual é preferível fundamentar a sociedade humana. Entretanto, a semente do joio (Lolium, latim: lolium – erva indesejada), sorrateiramente lançada na eira, na messe, do Senhor, introduziu, no terreno fértil da razão humana, a idéia da existência de um outro Senhor; a este, um vilão usurpador, a criatura humana tem sido atraída, colocando-se mais facilmente a seu serviço.

Isto encerra o grande drama do ser humano. Ele terá sempre que ponderar, escolher, entre dois Senhores. É Jesus mesmo que nos adverte: “Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou odiará a um e amará o outro, ou dedicar-se-á a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e à riqueza”. (Mt 6, 24)

  




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *