QUESTÃO 36: PODE DESCOBRIR-SE QUE DEUS É TRINITÁRIO PELA SIMPLES LÓGICA?

Youcat responde:
“Não.  A > TRINDADE de Deus é um mistério. Só através de Jesus é que a descobrimos. [237].”
E continua:
“O ser humano, somente através da razão, não consegue deduzir que Deus é uno e trino. Ele reconhece todavia a razoabilidade deste mistério ao aceitar a > REVELAÇÃO de Deus em Jesus Cristo. Se Deus fosse só e solitário, não poderia amar, desde toda a eternidade. Iluminados por Jesus, encontramos sinais da Trindade de Deus já no ANTIGO TESTAMENTO (por exemplo, em Gn 1,2; 18,2; 2 Sm 23,2) e até em toda a Criação.”
 

Leitura do Catecismo da Igreja Católica – [CIC-237]:

237) A Trindade é um mistério de fé no sentido estrito, um dos “mistérios escondidos em Deus que não podem ser conhecidos se não forem revelados do alto [fca8] “. Sem dúvida, Deus deixou vestígios de seu ser trinitário em sua obra de Criação e em sua Revelação ao longo do Antigo Testamento. Mas a intimidade de seu Ser como Santíssima Trindade constitui um mistério inacessível à pura razão e até mesmo à fé de Israel antes da Encarnação do Filho de Deus e da missão do Espírito Santo.

REFLEXÃO
Como poderia a criatura compreender o seu Criador?  O intelecto humano não pode abarcar toda a Verdade, apenas aquilo que Deus deseja revelar. 
Deus, infinito em tudo, não cabe na compreensão do ser humano, cuja alma espiritual origina-se em um único sopro de Deus.
No princípio, por causa do pecado original, nossos primeiros pais foram expulsos do Paraíso para que não comessem, também, da árvore da vida pois já haviam sido levados à desobediência a respeito do fruto da árvore da ciência do bem e do mal.  Deus havia feito o  homem, e a mulher, à Sua imagem  e semelhança mas, não lhes foi dado saber mais do que o necessário a respeito do Projeto de Deus.
Satanás  provocou a desordem, levando nossos primeiros pais à desobediência.  No devido tempo, Deus, em Sua infinita misericórdia, suscitou o aparecimento de lideranças para o povo e manifestou-se ao povo através delas, num processo de auto-revelação que culminou com a encarnação de Nosso Senhor Jesus Cristo no seio da Santíssima Virgem Maria, por meio Divino Espírito Santo.
Por meio de Jesus e do Espírito Santo, e pela cooperação da Santíssima Virgem e através da Santa Igreja, o Pai nos revela tudo o que é necessário e suficiente à nossa salvação.
Desse modo, Deus nos abre a porta da graça, do perdão do pecado e da desobediência originais; mostra-nos o caminho do bem e como refutar o mal, como alcançar  o conhecimento e usufruto da vida plena.
 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *