QUESTÃO 378 – YOUCAT: POR QUE NÃO SE PODE TIRAR A PRÓPRIA VIDA, NEM A DOS OUTROS?

(Em edição)

QUINTO MANDAMENTO

Não matarás!

QUESTÃO 378: POR QUE NÃO SE PODE TIRAR A PRÓPRIA VIDA, NEM A DOS OUTROS?

nao-mataras-capa

Ocorrem diariamente no mundo cerca de 166 mil abortos. http://www.conhecimentosdopai.com.br/2013_08_01_archive.html

YouCat responde: Só Deus é o Senhor da vida e da morte. Exceto em caso de legítima defesa, ninguém pode matar ninguém [2258-2262, 2318-2320].

E continua: No livro do Êxodo, diz-se claramente: “Não matarás!” (Ex 20,13). Atentar contra a vida é um delito contra Deus, a vida é sagrada; isso significa que pertence a Deus, é Sua propriedade. Até a nossa própria vida nos foi apenas confiada. Foi o próprio Deus que nos ofereceu a vida; só Ele no-la pode tomar.

Citações:

  • A princípio havia pequenas mudanças na atitude fundamental. Isto começou com a opinição, elementar para o movimento da eutanásia, de que há situações consideradas como sem maior importância para a vida. No seu estágio inicial esta atitude dizia respeito só aos doentes crônicos: pouco a pouco foi-se alargando o âmbito dos que faziam parte desta categoria e começo-se a incluir também os socialmente inúteis, os ideologicamente indesejados e os racialmente excluídos. Contudo, é preciso evidentemente reconhecer que a atitude perante os doentes incuráveis foi apenas o leve pretexto que veio a ter como consequência esta radical mudança de opinião.  Leo Alexander (1905-1985, médico judeu-americano, acerca dos crimes da eutanásia).

REFLEXÃO

O “não matarás” é essencial à convivência humana e também, com Deus. E a criatura só pode dispor das criaturas para promoção da vida e em conformidade com os designos de Deus. Afinal, é a palavra de Deus que diz: “não separe o homem aquilo que Deus uniu!”. Matar significa separar a alma do corpo. É o próprio sopro de Deus que estará sendo injuriado, eliminado, como se isto fosse possível. E poderiamos acrescentar: não destrua o homem aquilo que Deus construiu!… Com a separação, o corpo volta ao pó e o sopro volta para Deus; depois, com a ressurreição, tudo será reintegrado pelo autor da vida.
 
A primeira transgressão ao quinto Mandamento só ocorreu após o pecado original. Por inveja, Caim matou Abel. E ficou a pergunta: Caim queria ferir a quem quando separou a vida do corpo do seu irmão? A Abel ou a Deus mesmo?… Caim estava enfurecido contra o irmão porque Abel havia feito ofertas mais agradáveis a Deus. Mas, na verdade, não estaria ele encolerizado contra Deus, considerando que Deus havia manfestado mais agrado e aceitação às obras do seu irmão? Tirando a vida do irmão, não estaria Caim querendo atingir a Deus mesmo, de alguma forma? Pois, foi isto que ele fez!… Não era Deus, mas Abel, quem estava ao alcance do colérico braço de Caim. A semente do mal já havia sido implantada por Satanás no coração do ser humano, e Deus já não era visto pela incipiente família humana com aquele mesmo original olhar de amor. 


Pedro Furtado Leite Engenheiro Florestal aposentado.