QUESTÃO 16: COMO SE LÊ A BÍBLIA CORRETAMENTE?

(em edição)

COMO SE LÊ  A BÍBLIA CORRETAMENTE?

Biblias

Youcat Responde: “A Sagrada Escritura lê-se corretamente se for lida em atitude orante, ou seja, com a ajuda do Espírito Santo, sob cujo influxo ela surgiu. Ela contém a palavra de Deus, isto é, a decisiva mensagem de Deus para nós. [109-119,137].”

E continua: “A Bíblia é como uma longa carta de Deus dirigida a cada um de nós. Por isso temos de acolher as Sagradas Escrituras com grande amor e respeito. Primeiro, devemos realmente ler a carta de Deus, isto é, não isolar pormenores sem atender ao todo. Depois, devemos orientar esse todo para o seu coração e mistério, ou seja, para Jesus Cristo, de quem fala toda a Bíblia, mesmo o Antigo Testamento. Portanto, devemos ler as Sagradas Escrituras na mesma fé viva da Igreja em que elas surgiram. > 491.”

Explicações e citações marginais Youcat: “Por ‘BÍBLIA’ (gr. biblos=livro) designam os judeus e os cristãos uma coleção de escritos sagrados que surgiram num período de mais de 1000 anos e constituem o documento de sua fé. A Bíblia cristã é substancialmente mais abrangente que a judaica, pois, além dos escrito desta, contem ainda outros livros do Antigo Testamento, Quatro Evangelhos, as Cartas de São Paulo e outros escritos da igreja primitiva.

A Bíblia é a carta de amor de Deus dirigida a nós. {Sören Kierkegaard (1813-1855), filósofo}.”

O Antigo Testamento (lat. testamentum= legado) é a primeira parte de toda a Bíblia e a Sagrada Escritura dos Judeus. O Antigo Testamento da Igreja Católica abarca 46 livros: Pentateuco, escritos históricos, proféticos e sapienciais (em que se incluem os Salmos).

O Novo Testamento é a segunda parte de toda a Bíblia. Contém os textos especificamente cristãos, nomeadamente, os quatro Evangelhos, os Atos dos Apóstolos, treze cartas paulinas, a carta aos Hebreus, sete cartas católicas  e o Apocalipse de São João.

 

Os LIVROS da BÍBLIA (CANÔNE)

ANTIGO TESTAMENTO (46 livros):

Pentateuco:

Gênesis (Gn), Êxodo (Ex), Levítico (Lv), Números (Mn) e Deuteronômio (Dt).

Livros Históricos: Josué, Juízes, Rute, 1 Samuel, 2 Samuel, 1 Reis, 2 Reis, 1 Crônicas, 2 Crônica, Esdras, Neemias, Tobias, Judite, Ester, 1 Macabeus, 2 Macabeus.

Livros Sapienciais: Jó, Salmos, Provérbio, Coelé, Cântico dos Cânticos, Sabedoria, Ben Sirá.

Livros Proféticos: Isaias, Jeremias, Lamentações, Baruc, Ezequiel, Daniel, Oséias, Joel, Amós, Abdias, Jonas, Miquéias, Naun, Habacuc, Sofonias, Ageu, Zacarias e Malaquia.

NOVO TESTAMENTO (27 livros)

Evangelhos: Mateus, Marcos, Lucas e João.

Atos dos Apóstolos

Cartas Paulinas: Carta aos Romanos, 1 Carta aos Coríntios, 2 Carta aos Coríntios, Carta aos Gálatas, Carta aos Efésios, Carta aos Filipenses, Carta aos Colossenses, 1 Carta aos Tessalonicense, 2 Carta aos Tessalonicense, 1 Carta a Timóteo, 2 Carta a Timóteo,

Carta a Tito e Carta a Filêmon.

Carta aos Hebreus

Cartas Católicas: Carta de São Tiago, 1 Carta de São Pedro, 2 Carta de São Pedro, 1 Carta de São João, 2 Carta de São João,3 Carta de São João, Carta de São Judas.

Apocalipse de São João.

 

 

REFLEXÕES

Deus, manifestando-se ao ser humano, oferece a ele uma oportunidade de escolha: Uma promessa de amor, a mão estendida,  ainda, às portas do Jardim do Éden.

Podemos dizer que a Bíblia é filha da promessa e objeto do plano de Salvação; um trabalho do Pai, do Filho, do Espírito Santo e de muitos homens de boa vontade.

Lí, há muito tempo, um relato sucinto denominado “Sonho de Deus” feito por escritor anônimo, com  a intenção de demonstrar para que serve a Bíblia.

O relato diz que, desde o início, Deus tinha um sonho: restaurar o ser humano à plena comunhão com Ele, por intermédio de Jesus.

Diz que todos os homens piedosos que ao longo dos séculos,  escreveram a Bíblia, registraram vislumbres do Sonho de Deus, incluindo-os em seus escritos. Por isso, em toda a Bíblia – desde o livro dos Gênesis até o nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo – encontram-se referências dos autores bíblicos ao sonho messiânico.

Reforçando este ensinamento, poderíamos assegurar,  com base na própria Bíblia Sagrada, que o resgate do ser humano é muito mais que sonho, é plano, é  projeto, é determinação de Deus. E Jesus, o Messias, é a coluna dorsal, o fundamento, a razão de ser da Bíblia, conforme se verifica no texto a seguir:

1) Abraão viu o reflexo de Jesus em Melquizedeque, Rei de Salém ou Rei da Paz, para quem recolheu dizimos;

2) Jacó o chamou de Siló o Enviado;

3) Moisés O viu como Cordeiro da Páscoa, aquele que seria levantado;

4) Para Josué Ele foi o Capitão da nossa salvação;

5) Ruth o viu como o Parente Resgatador;

6) Samuel o retratou como Nosso Rei;

7) Daví o chamou de Leão de Judá;

8) Salomão o tinha como o Amado;

9) Esdras e Neemias o viram como o Restaurador;

10)Ester o indicou como nosso Advogado;

11)Jó disse que Ele era o seu Redentor;

12) Isaías O descreveu como Servo Sofredor;

13)Jeremias O viu como o Grande Oleiro;

14) Ezequiel O chamou de Filho do Homem;

15)Daniel O chamou de Príncipe e Pedra;

16)Oséias o comparou a um marido restaurando sua esposa caída;

17)Para Joel Ele era o Restaurador;

18)Amós o viu como Lavrador;

19)Para Obadias Ele era o Salvador;

20)Jonas O retratou como a Ressurreição e a Vida;

21) Miqueias O chamou de Testemunha;

22)Para Naum Ele era Fortaleza no dia da angústia;

23)Habacuque O chamou de Deus de minha Salvação;

24)Para Sofonias Ele era o Senhor Zeloso;

25)Ageu disse que Ele era O Desejado das Nações;

26)Zacarias O denominou Renovo de Justiça e

27)Malaquias O chamou de Sol da Justiça.

Estes 27 qualificativos atribuídos a Nosso Senhor Jesus Cristo pouco significam diante do que Ele realmente o é: O Deus Conosco, O Emanuel, O Rei da Eterna Glória.

E dizer que Ele fez parte da história humana e navegou com pescadores/pecadores, vivendo como um de nós…! 


O ser humano não se dá contas da grandeza do momento histórico que vive, ainda, hoje. 

Deus que já é manifesto em suas obras, e propagado por milhões de seres humanos, tornou-se visível a eles em Jesus Cristo. 

Orando, agradecido, é preciso confessar: Meu Deus, toca mais profundo o coração deste servo que resolvestes adotar como filho. Faça que ele se apodere da graça, e se dê conta de que Deus é Deus mesmo, amor e majestade, e está sempre por perto. Que eu aprenda a viver nesta realidade bendita, com a mesma responsabilidade diária de minha lida!  Devo perguntar-me diariamente: Creio, realmente, que Deus é Deus mesmo, e é meu Criador, assim como creio que não posso existir sem o pão de cada dia? Misericórdia Senhor!… Seja feita, em minha vida, a Tua vontade… “assim na terra como no céu!”.

O Filho do Homem escolheu pobres lançadores de rede, do mar da Galileia, e os elevou à condição de pescadores de homens para o Reino de Deus. E fez produzir um Novo Manual, um Novo Testamento da Bíblia Sagrada que pode ser qualificado como o mais elucidativo “Manual do Pescador”.

Guiados por este Sagrado Manual, navegaram e navegam, ainda, no mundo de hoje, muitos corajosos pescadores de homens. Seus barcos ainda continuam  singrando mares “nunca dantes navegados”, os corações dos seres humanos, deixando neles a marca indelével do Cordeiro Imaculado, o Filho de Maria e Redentor, o Leão de Judá.

O barco segue seu rumo sob comando do Capitão de nossa Salvação, cortando mares iluminados pelo Sol da Justiça e sempre sob inspiração do Espírito de Deus. As vezes enfrenta mar revolto, mas segue confiante e resoluto, deixando em seu rastro pacificas ondas, singelas espumas brancas flutuantes e muita Paz. A Paz de quem tem segurança, a Paz das águas profundas que o mundo não pode dar…!

É por reconhecer Deus em Jesus Cristo que podemos saudar assim Sua Mãe Maria:

“Ave!…Cheia de Graças!…O Senhor está contigo!… Bendita és tu entre as mulheres!…Porque por teu ventre nos foi dada a Salvação, o Precioso e Bendito Fruto: Nosso Senhor Jesus Cristo.

 


Pedro Furtado Leite Engenheiro Florestal aposentado.