QUESTÃO 21: FÉ – O QUE É ISSO?

(EM EDIÇÃO)

QUESTÃO 21: “FÉ – O QUE É ISSO?”

 

Youcat Responde: 
FÉ É CONHECIMENTO E CONFIANÇA. TEM SETE CARACTERÍSTICAS:
1. Fé é uma pura dádiva de Deus, que nós obtemos se intensamente a pedirmos.
2. Fé é a força sobrenatural de que necessariamente precisamos para alcançar a salvação.
3. A fé requer vontade livre e a lucidez do ser humano quando ele se abandona ao convite divino.
4. A fé é absoluta segura porque Jesus o garante.
5. A fé é incompleta enquanto não se tornar operante no amor.
6. A fé cresce na medida em que escutamos cada vez melhor a palavra de Deus e permanecemos com Ele, na oração, em vivo intercâmbio.
7. A fé permite-nos já a experiência do alegre antegozo do céu. [153-165,179-180,183-184].

 

E continua: 
“Muitos afirmam que ‘crer’ é demasiado pouco; eles querem é ‘saber’. A palavra ‘crer’ tem, no entanto, dois sentidos completamente distintos. Se um paraquedista, no aeroporto, pergunta ao empregado: ‘O paraquedas está corretamente acondicionado?’, e este casualmente responder: ‘Hum, creio que sim… ‘isto então não lhe bastará; ele quer mesmo saber. Se, todavia ele tiver pedido a um amigo para acondicionar o para-quedas e este lhe responder à mesma pergunta: ‘Sim, eu pessoalmente encarreguei-me de o fazer. Podes confiar em mim’, o para-quedista responder-lhe-á então: ‘Está bem, acredito em ti!’ Esta fé é muito mais que conhecimento’, ela significa ‘certeza’. E esta é a fé que fez Abraão mudar-se para a Terra Prometida, esta é a fé que fez os MÁRTIRES perseverarem até à morte, esta é a fé que ainda hoje mantém de pé os cristãos perseguidos. Uma fé que compreende todo o ser humano…”

Citações Youcat: 
“Se tiverdes uma fé comparável a um grão de mostarda, direis a este monte ‘muda-te daqui para acolá’ e ele há de mudar-se. E nada vos será impossível. (Mt 17,20)“.
“Crer significa sustentar, durante toda a vida, a incompreensibilidade de Deus. Karl Renner. (1904-1984, teólogo alemão).”
“Não gostaria de crer se não pudesse perceber que é sensato crer. (São Tomás de Aquino).”
“Crer num Deus significa que não basta os fatos do mundo. Crer num Deus significa que a vida tem um sentido. Ludwig Wittgenstein. (1889-1951, filosofo lemão).”
“É importante aquilo em que cremos, mas mais importante ainda é Aquele em quem cremos. Bento XVI, 25-05-2005.”
REFLEXÕES

Sou inspirado a fazer uma comparação entre fé e vida: 
A vida, sopro de Deus, transforma a argila em  ser humano, em ser adorador (*). 
O ser humano recebeu, também, o dom do “crescei e multiplicai-vos”, uma característica própria de seres vivos. Dessa forma, fomos capacitados a transmitir a herança, a vida, recebida do nosso Criador. Por nós mesmos, como simples bonecos de barro, nada poderíamos gerar, senão sombras, diante da luz. 

Pecado original

Um simbolismo para retratar a queda de nossos primeiros pais.

 

Então, pela graça de Deus, temos e podemos transmitir vida.


Quanto à fé: quero crer, sempre, com base na Sagrada Escritura, que a fé é um patrimônio, um dom, perdido já no início da história humana, no tempo dos primeiros pais. A partir de então, Deus segue induzindo a fé e a confiança por meio de pessoas escolhidas do meio do povo. 

A fé, pois, não é um atributo genético, como a vida, passiva de ser transmitida hereditariamente. 
Que bom seria, se o ser humano nascesse cheio de fé e confiança em Deus. Foi assim, no princípio…; o mundo seria um paraíso!… Hoje é diferente !…
O ser humano nasce inteligente, inocente, puro mas, ignorante da justiça e da verdade e, de sua própria condição, pois nasce com o estigma do pecado original. Sua fé original lhe foi roubada, em sua essência, pelo enganador, pelo inimigo de Deus e dos homens. E só Jesus tem verdadeiramente autoridade para restaurar a fé e reconduzir o ser humano à glória eterna. Pois, Ele nos foi enviado pelo Pai-Criador.
A herança da fé cristã provem do Espírito de Jesus.
O pecado original está enraizado nas profundezas do ser humano e tende sempre a levá-lo a desafiar o seu Criador. E, mais do que isto, fazer a criatura voltar-se, egoisticamente, para si mesma, conhecer e explorar em demasiado seu potencial, suas faculdades, seus dons, etc…; o pecado da desobediência, que levou a criatura humana a comer do fruto da árvore da ciência do bem e do mal, impõe suas normas comportamentais, e eis que o homem e a mulher querem ser Deus; eles já não se alegram por haverem sido tirados do nada, elevados à condição de livre vivente, feitos apreciadores das belezas do Reino e poderem viver no usufruto da graça, da beleza e da sabedoria divinas.  Querem ser sempre mais e mais … e, porque não conseguem,  tornam-se frustrados, deprimidos, ansiosos ou deslumbrados com seus efêmeros sucessos.  
Deus tenha misericórdia!…
_________
(*) Ser verdadeiros adoradores é recomendação expressa de Jesus (Lc 4,23-24): “….. vem a hora e já chegou, em que os verdadeiros adoradores haverão de adorar ao Pai em Espírito e em Verdade, e são esses adoradores que o Pai deseja. Deus é Espírito e os seus adoradores devem adorá-lo em Espírito e Verdade.”


Pedro Furtado Leite Engenheiro Florestal aposentado.