QUESTÃO 403 – YOUCAT: QUE RELAÇÃO TEM A SEXUALIDSDE COM O AMOR?

(Em edição)

QUESTÃO 403: QUE RELAÇÃO TEM A SEXUALIDSDE COM O AMOR?

amor-casamento_19

Frases de amor cristão. https://www. mensagenscomamor.com/frases-amor-cristao

YouCat responde: A sexualidade e o amor estão inseparavelmente unidos. O encontro sexual necessita de um contexto de amor fiel e sério [2337].

E continua: Quando a sexualidade é separada do amor e se procura apenas para a satisfação física, é destruído o sentido da união sexual entre o homem e a mulher. A fusão sexual é a mais bela expressão corporal e sensual do amor. As pessoas que procuram sexo sem amar vivenciam uma mentira, pois a proximidade dos corpos não corresponde à proximidade dos seus corações. Quem não leva à letra a expressão corporal prejudica a longo prazo o corpo e o espírito. O sexo torna-se, então, desumano; ele degrada-se em puro meio de prazer e degenera em mercadoria. Só um amor unitivo e estável cria espaço para uma sexualidade que é vivida com humanidade e dá felicidade duradoura.

Citações:

  • Tudo o que torna fácil o encontro sexual promove ao mesmo tempo a sua queda no precipício da insignificância. Paul Ricoeur? (1913-2005, filósofo francês)  

REFLEXÃO

O casamento é a aliança entre o homem e a mulher com a bênção e a garantia do Deus-Pai-Criador. Garantia, porque tudo é dom; garantia de que a matéria-prima vital é de qualidade e tudo vai dar certo, e vai dar fruto, e de que a vida há de prosperar, com a graça de Deus.

Estudando a Sagrada Escritura, podemos compreender que o prazer sexual é o saboroso mel preparado pelo autor da vida e destinado a quem ama e deseja trabalhar, com carinho e determinação, em favor da vida. Somente quem ama tem o direito de saboreá-lo. Afinal, a vida humana, vinha do Senhor, prospera e permanece por força, bondade e cooperação dos amados de Deus, das criaturas de boa vontade; e o Senhor quer ver os frutos de Sua vinha.

Os que desfrutam do prazer sexual, sem o compromisso do amor, são traidores, ladrões e assassinos, aves de rapina, inimigos de Deus; prestam um deserviço à humanidade e precisam de conversão.

Que o Senhor tenha misericórdia deles!…    

“Disse-lhes também esta comparação: Um homem havia plantado uma figueira na sua vinha, e, indo buscar fruto, não o achou. Disse ao viticultor: – Eis que três anos há que venho procurando fruto nesta figueira e não o acho. Corta-a; para que ainda ocupa inutilmente o terreno? Mas o viticultor respondeu: – Senhor, deixa-a ainda este ano; eu lhe cavarei em redor e lhe deitarei adubo. Talvez depois disto dê frutos. Caso contrário, cortá-la-ás.” (Lc 13, 6-9) 



Pedro Furtado Leite Engenheiro Florestal aposentado.